MENU

Mensagens anteriores

Mensagens do mês

01.09 » 02.09 » 03.09 »
04.09 » 05.09 » 06.09 »
07.09 » 08.09 » 09.09 »
10.09 » 11.09 » 12.09 »
13.09 » 14.09 » 15.09 »
16.09 » 17.09 » 18.09 »
19.09 » 20.09 » 21.09 »
22.09 » 23.09 » 24.09 »
25.09 » 26.09 »

Mensagens diárias do Monsenhor André Sampaio

“Se alguém não peca pela língua, esse é perfeito” (Tg 3, 2).
“Quem tira injustamente a boa fama ao seu próximo, além do pecado que comete, está obrigado à restituição inteira e proporcionada à natureza, qualidade e circunstância da maledicência, porque ninguém pode entrar no céu com os bens alheios, e entre os bens exteriores, a fama e a honra são os mais preciosos e os mais caros… A maledicência, afinal, proferida a modo de gracejo, é a mais cruel de todas… Nunca digas: fulano é um bêbado ou ladrão, mesmo que o vejas uma vez embriagar-se ou roubar; seria uma inverdade, porque uma só ação não dá nome às coisas… Noé e Ló embriagaram-se uma vez e nem por isso foi bêbado nenhum dos dois. Nem tão pouco foi São Pedro um blasfemador e sanguinário, porque blasfemou um dia e feriu um homem uma vez. O nome de vicioso ou virtuoso supõe um hábito contraído por muitos atos repetidos do vício ou duma virtude… Todas as coisas aparecem amarelas aos olhos dos achacados de icterícia… A malícia do juízo temerário, dum modo semelhante a esta doença, faz aparecer tudo mau aos olhos dos que a apanharam… Eis aí como devemos julgar do próximo: o melhor possível; e, se uma ação tivesse cem aspectos diferentes, deveríamos encará-la unicamente pelo lado mais belo”
(São Francisco de Sales, Filoteia)

© 2010-2020 Confraria do Apóstolo Santiago do Rio de Janeiro. Todos os direitos reservados. Site desenvolvido por: